Coisas que você precisa saber antes da sua viagem para Malta

Viajando para Malta pela primeira vez – Guia de Viagem

11 de junho de 2019
Viajando para Malta pela primeira vez – Guia de ViagemMalta

Viajamos para Malta pela primeira vez sendo guiados pelo destino. Simples assim.

Nossas passagens aéreas haviam sido compradas cinco dias antes da data de embarque. E essa viagem só existiu por conta de uma viagem pra Islândia que de última hora acabou não dando certo. (Falaremos sobre isso em uma próxima oportunidade).

Eu nunca vou esquecer o quão expontâneo todo esse processo foi em meio de tanta confusão. Malta nunca esteve na minha lista de países que eu pensei em algum dia ir conhecer e em um piscar de olhos nós estávamos lá.

Tudo aconteceu extremamente rápido. Nós não tivemos tempo de programar o que colocar na mala, de preparar roteiros, itinerários ou fazer qualquer tipo de pesquisa sobre o país.

A ficha literalmente só caiu quando o Zack olhou pra mim dentro do avião, com uma cara de assustado e me perguntou: ” Quando é que a gente vai fazer uma pesquisa para descobrir o que iremos fazer quando chegarmos?”.

E assim chegamos em solo Maltês. Sem o mínimo planejamento. Sem expectativas e com praticamente nenhuma ideia concreta sobre o que veríamos por lá. Nós simplesmente subimos em um avião e fomos ao encontro daquilo que esperava pra nos encontrar.

A nossa viagem como vocês já podem imaginar foi bem diferente daquilo que é normalmente oferecido por agentes turisticos, mas mesmo assim, hoje eu decidi compartilhar com vocês algumas das descobertas que fizeram a nossa experiência tão Malta única e especial.

  •  Nossos primeiros passos

Por mais irônico que pareça, a primeira coisa que pesquisamos sobre Malta foi como sair do Aeroporto. Chegamos Pelo Luqo Malta Internacional (MLA) e não demorou muito para percebemos que por lá, Uber não era uma opção.

Quando eu e o Zack viajamos juntos, na maioria das vezes pegar um Uber é a forma mais conveniente de sair do aeroporto levando em consideração o valor total de duas passagens de transporte público.

A nossa segunda opção era alugar um carro no próprio aeroporto já que como eu disse, não havíamos planejado e organizado nada. Esperamos horas nas filas das locadoras mas não tivemos sucesso.

Os nossos planos A e B haviam falhado, e depois de alguns minutos pesquisando outras alternativas de locomoção eu descobri que em Malta existe um aplicativo chamado Bolt que é nada mais nada menos que o Taxity que opera na cidade.

MaltaMalta

Malta

  • Onde se Hospedar em Malta

Chamamos o motorista pelo Bolt e fomos em direção ao nosso hotel. A corrida de 10km do aeroporto até lá deu cerca de trinta euros.

Até então a única coisa que realmente sabíamos sobre a nossa viagem era o nome do nosso Hotel: Bayview hotel by ST hotels, em Silema.

Sliema é uma cidadezinha de frente pra capital Valetta. A geografia do país é bem interessante pois Malta é uma Ilha minúscula e as cidades do país mais se parecem com bairros de uma cidade.

Se você assim como a gente, tiver pouco tempo para explorar o país e prioriza se locomover facilmente de um lugar para o outro, eu recomendaria ficar em Sliema ou em algum lugar na área de St Julians já que existem vários ônibus, balsas e tours saindo de lá . Se hospedar em Valetta também é uma ótima opção se você não se importar em gastar mais com hospedagem.

Em Malta, tudo é rodeado por um mar extremamente e surpreendentemente azul. As fotos acima é a vista que tínhamos de Valleta, logo de frente ao nosso Hotel.

MaltaMaltaMalta

  • Como se locomover em Malta

Malta

Começamos a explorar o país a pé. Andar pelas ruas de Malta faz você se sentir em um mundo de milhões de anos atrás. Por lá você encontra museus, catedrais e construções do século dezesseis por toda parte. Uma loucura.

Nós tínhamos apenas quatro dias para explorar a ilha antes de partir para o nosso próximo destino. Eu sinceramente diria que é tempo suficiente para conhecer um pouquinho de cada canto ”mais importante” do país se você se planejar e souber aproveitar bem o seu tempo.  Só pra vocês terem uma noção, ir de norte a sul de Malta não demora mais de uma hora de carro.
No nosso segundo dia nós acabamos alugando um carro direto na recepção do nosso hotel e mesmo que o Zack tenha experiência dirigindo em Highways na neve desde os dezesseis anos (hoje com vinte e quatro), o trânsito e as ruas extremamente estreitas nos deixaram bem tensos.

Alugar carro por lá é relativamente barato mas eu não recomendaria para alguém que tem poucos anos de carteira de motorista e não tem experiência dirigindo em mão inglesa.

Nós não precisamos usar ônibus para se locomover em nenhuma ocasião na nossa viagem, mas sei que as tarifas em geral não custam mais de 2 euros e que é possível comprar um cartão de passe livre caso você pretenda ficar uma semana ou mais por lá.

O cartão se chama  Tallinja Card e você pode conferir os valores clicando >aqui<.

Caso você precise alugar um carro em Malta, você pode fazer uma reserva clicando >aqui<.

Malta

Leia também: Conhecendo a Belgica em 24 horas 

Malta

  • O que ver em Malta

  • Valletta – A capital de Malta

Valletta é a capital de Malta, uma gracinha de cidade. Saímos de Sliema de ferry e chegamos em menos de meia hora. Valetta tem uma variedade grande de bares e restaurantes. Além de ruazinhas super fotogênicas!

Um dos fatos mais interessantes sobre Valletta, na minha opinião, é que a cidade foi construída a mão em 1566  para ser usada durante uma guerra.  A construção ficou pronta em apenas 15 anos. A cidade foi construída para guerra e durante a Segunda Guerra mundial, Malta foi considerado o país mais bombeado no mundo. O lugar já suportou mais de 6.000 toneladas de bombas e as cidades continuam um charme.

Se eu tivesse que escolher apenas um lugar para visitar em Malta, eu sem dúvidas escolheria conhecer Valletta.

MaltaMaltaMaltaMaltaMaltaMaltaMaltaMaltaMalta

  • Upper Barrakka Gardens

Ainda em Valletta, o Upper Barrakka Gardens é um lugar que você precisa ir. Por vários motivos: O lugar é super lindo, tem uma vista maravilhosa da cidade, a entrada é de graça e você vai encontrar algumas cenas de onde foi filmado Game of Thrones.

Sem contar que por lá você vai encontrar várias opções de sorvete e iced coffee.

Se tiverem interesse levem dinheiro em espécie porque a maioria dos lugares que a gente encontrou por aquela área não aceitava cartão. : (

MaltaMalta

Malta

Malta

  • Mdina

Por incrível que pareça, acabamos em Mdina por acaso enquanto voltávamos para o nosso hotel depois do nosso dia na Vila do Popeye. Nós dirigimos em direção Sliema, eu observando a paisagem e o Zack procurando mais lugares que se parecessem com cenários de Game of Thrones. (Mereço hahah)

Estávamos meio perdidos quando eu sugeri que entrássemos em uma rua que nos levou até o centro de Mdina e BINGO! Era ali mesmo que a gente queria estar, bem em meio de uma das locaçōes mais famosas de GOT.

A cidade é bem tranquila. Sem quase nenhum trânsito ou carro nas ruas e com pouquíssimos turistas. Nós andamos pela cidade durante algumas horas e no fim do dia paramos nessa cafeteria de porta azul (foto) para tomar um café e comer um bolo : P

MaltaMaltaMaltaMalta

Malta

Malta

Malta

MaltaMalta

  • Blue Lagoon

O que mais me deixou chateada sobre ter cancelado a minha viagem pra Islandia antes de ter ido para Malta foi ter tido que cancelar a minha entrada para a Blue Lagoon de lá. Agora imaginem a minha felicidade ao descobrir que Malta tinha uma Blue Lagoon também!

A Blue Lagoon de Malta fica em na ilha de Comino,  um lugar de não tão fácil acesso já que só é possível chegar até lá pela água.

Nós queríamos muito chegar até a Blue Lagoon mas depois de tudo que a gente passou até chegar em Malta, nenhum de nós tinha cabeça para tentar entender a geografia do lugar a ponto de traçar um plano infalível para ir e voltar de Comino com sucesso.

Fomos compartilhar essa angústia e pedir ajuda de um Maltês, funcionário do Hotel responsável pelo setor de turismo, para descobrir a melhor forma de chegar até lá. Ele nos recomendou um tour de barco que custava 26 euros e partia a menos de 10 minutos de distancia de onde estávamos hospedados. Era um tour da Captain Morgan, uma das maiores redes de tours da região e tinha almoço e open bar incluídos. Transporte, almoç0 e open bar, tudo isso por vinte e seis euros por pessoa? Nós ficamos muito animados achando a oferta maravilhosa e não pensamos duas vezes antes de comprar o passe para o tour.

Só descobrimos na manhã seguinte, quando já estávamos dentro do barco que demoraria váááárias horas para chegar até lá, que o almoço na verdade era algo bem longe de ser um almoço e que o open bar era de água e refrigerante… hahah

No fim das contas, perdemos um dia inteiro de viagem, eu passei super mal no barco, tivemos que pagar por um outro almoço mas tudo valeu a pena porque o lugar é inexplicável e o azul do mar é algo surreal.

Depois de contar essa história para tanta gente eu descobri que é possível chegar até a Blue Lagoon pegando um ônibus de Valletta e viajando por cerca de uma hora até Cirkewwa. Chegando lá você só precisa pegar uma ferry na Cirkewwa Ferry Terminal para chegar até a Blue Lagoon. Chequem bem o horário da última ferry e do último ônibus de volta e não cometam o mesmo erro do que eu ♥

MaltaMalta

Malta

MaltaMalta

MaltaMalta

Outros destinos em Malta que eu gostaria de ter visitado se nós tivéssemos organizado um pouco melhor o nosso tempo: Blue Grotto, Gozo  e 3 Cities.

Além dos lugares que eu citei aqui, nós também fomos na Vila onde foi filmado o filme do Marinheiro Popeye. Vou escrever sobre isso e mostrar as fotos em um próximo post

Esse sem dúvidas não é o melhor Guia de Viagem que você vai ver por aqui. Mas é certamente, um dos Guias mais transparentes e sinceros que eu já escrevi até hoje.

Preparei ele com carinho para mostrar para vocês que nem toda viagem internacional é perfeita e planejada. Alguns destinos veem de surpresa, e Malta foi assim para a gente. Um roteiro certo, escrito em uma folha de rascunho sobre linhas tortas.

 

O mundo no Youtube

MENOR BALADA DO MUNDO - Teledisko, Berlin | Retrato do Mundo

MINHA CAMERA DE VLOG - Canon M100 vs Canon G7x

NOSSO APARTAMENTO EM ROMA - Airbnb | Retrato do Mundo

Empresas que viajam comigo